in ,

Coronavírus: o que se sabe até o momento

O novo vírus tem deixado a população do mundo todo preocupada. Sabe-se que o vírus é uma variação do coronavírus, já apresentado com variações mais antigas. Por enquanto, pouco se sabe sobre o 2019-Ncov (nome dado ao nome vírus). De momento, as informações mostram que a doença covid-19 tem deixado mortes em diversos países do mundo. Além disso, sua transmissão é extremamente rápida e fácil. Isso explica epidemia e medidas de quarentena imposta pelos governos. Mas você sabe sobre a transmissão e as maneiras de se prevenir?

Publicidade

Onde surgiu essa variação do coronavírus?

Apesar de pouco se saber sobre o vírus, algumas informações já são confirmadas. O 2019-Ncov teve o primeiro contato com o humano na China, na cidade de Wuhan. A princípio, desconfia-se que a transmissão tenha começado a partir de animais marinhos. Isso porque, os primeiros casos apresentaram recente contato com frutos do mar. Então, um grande mercado de frutos do mar, localizado em Wuhan, foi fechado para devida higienização e desinfecção do local. Mas, não se sabe com certeza, já que existem teorias que o novo vírus tenha surgido de cobras ou morcegos.

Onde foram confirmados os primeiros casos?

Os primeiros casos confirmados de infecção e morte, foram na cidade de Wuhan, onde o surto começou. Então, o primeiro caso confirmado e alertado a população no dia 31 de dezembro.  A princípio, o paciente teria sido diagnosticado com uma pneumonia grave (hoje, sabe-se que esse é um dos principais sintomas).

A metrópole Wuhan é possui 11 milhões de habitantes, e a transmissão do vírus aconteceu de maneira repentina por toda cidade. Há poucos meses da descoberta do novo vírus, já se tem caso em países de todo o mundo, causando estado de alerta. Apesar de não saber como o vírus chegou até o ser humano, sabe-se como a transmissão entre humanos.

Já existem casos de coronavírus confirmados no Brasil?

Sim, já existem casos confirmados tanta para infecção, quanto para morte. Além disso, muitos casos estão em fase de análise para confirmação ou descarte da suspeita. Isso porque, muitas pessoas apresentam sintomas comuns de gripe. Porém, em casos mais graves pode-se apresentar diversos outros sintomas que necessitam de uma atenção ainda maior.

Publicidade

Atualmente a situação dos casos no país está da seguinte maneira:

Confirmados: 532

Suspeitos: 11.278

Descartados: 1.841

Como o coronavírus afeta o pulmão?

Os sintomas podem se manifestar de maneira diferente entre os consumidores. Então, é preciso manter a atenção para que em casos suspeitos tenha os devidos tratamentos.

Publicidade

Como o vírus vai até os pulmões?

De acordo com informações dadas pelo médico pneumologista José Eduardo Afonso Jr., do Hospital Albert Einstein, o vírus tem um longo caminho até chegar ao pulmão. Além disso, nem todas as pessoas reagem da mesma maneira ao vírus. Isso dificulta ainda mais o diagnóstico da doença.

A porta de entrada do novo coronavírus no corpo se dá pelas vias aéreas superiores — nariz e garganta, por exemplo. “Então, é comum o paciente manifestar sintomas nesses lugares, como coriza e dor de garganta”, diz o pneumologista ao G1. “E a maior parte dos casos termina por aí.”

São apenas em casos mais sérios que o vírus atinge as vias aéreas inferiores como traqueia, brônquios e alvéolos. Os alvéolos são, então, pequenas estruturas do pulmão. Em casos graves o paciente pode apresentar falta de ar e dificuldade para respirar, além de outros sintomas. Quando o vírus atinge os alvéolos, age acumulando líquido na região, causando, então, a falta de ar.

Em caso mais leves, pequenas partes do pulmão são comprometidas, porém, em casos mais avançados os dois pulmões são comprometidos. O comprometimento dos pulmões dificulta ainda mais a recuperação, ainda mais em idosos ou pessoas com problemas respiratórios.

Quais a medidas preventivas?

Apesar de não se saber sobre a primeira transmissão aos humanos, sabe-se sobre o contágio entre eles. Existem, então, algumas medidas preventivas que se mostram eficazes.

-Evite contato social: essa é a primeira e mais eficiente medida preventiva contra a contaminação do vírus. Isso porque, a transmissão acontece a partir do contato com o infectado ou em contato com objetos que estejam infectados. Isso porque, o vírus é facilmente transportado pela boca, nariz e olhos. Isso explica as orientações de permanecer em casa durante esse surto no país.

Lave bem as mãos com água e sabão: a higienização das mãos é extremamente necessária. Então, de modo frequente, é importante lavar as mãos com água e sabão, garantindo uma limpeza adequada.

Não compartilhe objetos pessoais: é de extrema importância que nada de uso pessoal seja compartilhado. Não compartilhe talheres, pratos, toalhas, copos, garrafinhas, entre outros.

-Higienização com álcool em gel 70%: além de lavar as mãos com água e sabão, é importante realizar a higienização das mãos com álcool em gel 70% de maneira frequente durante todo o dia;

Quais são os sintomas da doença causada pelo 2019-nCov, variação do coronavírus?

Os sintomas podem variar de acordo com cada paciente. Mas, é preciso estar atento, já que alguns dos sintomas são apenas gripais:

  • Febre
  • Coriza
  • Tosse
  • Pneumonia
  • Faltas de ar / dificuldade para respirar
  • Insuficiência renal

Alerta!

Esse vírus é uma nova variação do Coronavírus, que já apresentava algumas variações antigamente. Portanto, por se tratar de um novo caso, não se tem muitas informações sobre ele e sobre as consequências das doenças. Então, pela falta de informações sobre o vírus e sobre a reação do organismo, não se foram desenvolvidas nenhuma vacina até agora. É preciso, então, que sejam respeitadas as medidas preventivas apresentadas até o momento, para que haja controle da transmissão.

A taxa de mortalidade pode variar de acordo com muitas questões. Assim, primeiramente, a idade e condição de saúde do paciente tem grande influência sobre a recuperação e chances de reversão de caso. Pessoas idosas ou com problemas respiratórios e fumante, são considerados casos de risco. Por isso, então, a taxa de mortalidade é maior nesse tipo de caso. Recomenda-se que todos permaneçam em suas casas, evitando o máximo que poder de contato social. Essa é a maneira mais eficiente de se conter o surte de infecções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Imagem de uma pessoa que conseguiu empréstimo.

Empréstimo Sem Consulta – Como Conseguir?

Imagem de pessoas com coronavírus em hospital.

Coronavírus: todas as informações atualizadas aqui!