in

Auxílio emergencial reprovado ou em análise

Aproximadamente 33 milhões de beneficiados já receberam o pagamento da primeira parcela do auxílio. Porém, cerca de 7 milhões de solicitações ainda estão em análise. Além disso, auxílio emergencial reprovado não terá direito a receber, por não possuir os requisitos necessários. Porém, em alguns casos é possível realizar o processo de solicitação novamente, para reavaliação dos dados.

Publicidade

Caso tenha sua solicitação, possivelmente é porque seus dados foram analisados e não são o que os critérios exigem para a aprovação. Mas, é aconselhado que tente novamente através do app CAIXA I Auxílio Emergencial, caso possua os requisitos. Isso porque, estar cadastrado no CadÚnico não é a única condição para receber esse auxílio.

Quais são as condições necessárias para não ter o auxílio emergencial reprovado?

Estar cadastrado no CadÚnico não é uma condição para ter aprovação. Esse cadastro é uma maneira do governo avaliar o estado financeiro e econômico do país. No entanto, utilizar os dados cadastrados para avaliação é uma maneira de adiantar esse processo, então foi decidido que esses não precisariam realizar a solicitação. Porém, é importante acompanhar através do site (auxilio.caixa.gov.br) ou app CAIXA I Auxílio Emergencial.

É preciso ser maior de idade (ter pelo menos 18 anos de idade) e atender os seguintes requisitos:

Estar atualmente sem serviço; Ser trabalhador informal de qualquer natureza; Atuar profissionalmente como MEI (microempreendedor individual); Não receber outros benefícios ou auxílios de transferência federal, exceto Bolsa Família; Participante de família com renda total igual ou inferior a três salários mínimos; Renda individual correspondente a pouco mais de meio salário mínimo e Ter declarado IR com valor inferior a R$28.559,70, no ano de 2018.

Publicidade

Pagamento da segunda parcela

A primeira parcela já foi paga para a maioria dos beneficiados. Porém, muitas análises ainda não foram concluídas, o que deixa o pagamento de primeira parcela pendente para muitas pessoas. Por isso, será necessário que todas as solicitações sejam analisadas para retomar o andamento do pagamento. Aqueles que ainda não foram aprovados, irão receber o valor equivalente a primeira e segunda parcela de uma vez. Porém, se seu auxílio emergencial for negado, é possível que não cumpra os requisitos necessários.

“Por fatores legais e orçamentais, pelo alto número de requerentes que ainda estão em análise, estamos impedidos legalmente de fazer antecipação da segunda parcela do auxílio-emergencial.”

O valor do auxílio para trabalhadores informais (de qualquer natureza) ou autônomos receberão o total de R$1.200,00, que equivale às duas parcelas. No caso, então, de mulheres responsáveis pelo sustento da família, o valor referente às duas parcelas será R$2.400,00, já que cada parcela corresponde a R$1.200,00. Portanto, mesmo que sua situação ainda esteja em análise, não se preocupe, se aprovado irá receber as parcelas normalmente.

Auxílio emergencial reprovado mesmo cadastrado no CadÚnico

Ao contrário do que muitas pensam pensam, estar cadastrado no CadÚnico não é uma condição ou garantia de aprovação para o auxílio emergencial. A partir desse cadastro, no entanto, o processo de análise é mais rápido. Foi disponibilizado um site e um aplicativo para que pessoas não cadastradas realizassem o cadastro e solicitação. A análise dos dados das pessoas que já era cadastradas foi feito de maneira automática, então não foi necessário realizar a solicitação.

Mesmo que a solicitação não seja realizada por pessoas que já era cadastradas, é importante acompanhar a situação da análise assim como todos, através do app ou site. Não é necessário, então, que o solicitante vá até uma agência Caixa, pois as informações serão dadas através desses dois meios. Quando aprovado, o pagamento também será feito automaticamente, com o valor de acordo com o seu tipo de cadastro.

Publicidade

Beneficiados do programa Bolsa Família receberão o auxílio emergencial?

O auxílio emergencial não será aprovado para pessoas que recebem outros auxílios ou benefícios de transferência federal, exceto o Bolsa Família. Então, os beneficiados terão o valor substituído pelo valor desse auxílio. Assim quando, acabar o pagamento do auxílio emergencial, o Bolsa Família voltará a ser pago normalmente. É importante lembrar que apenas 2 pessoas da mesma família poderão ter a solicitação aprovada. Então, caso alguém já seja beneficiado pelo programa, apenas mais uma terá direito ao auxílio emergencial, se atender as condições necessárias.

Não deixe de acompanhar a situação de sua solicitação através dos canais oficiais

  • Site: auxilio.caixa.gov.br
  • Aplicativo: CAIXA I Auxílio Emergencial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Imagem faixada de uma agência Caixa.

Segundo pagamento do auxílio emergencial é cancelado pelo Governo Federal

Imagem pessoa apontando para o seu relógio

Planejamento – Dicas Para Uma Rotina Produtiva