in

Novo Coronavírus: Casos Atualizados do Brasil

O novo coronavírus é o responsável pela atual epidemia que tem paralisado diversos países ao redor do mundo. Por se tratar, portanto, de uma versão desconhecida pelos cientistas, não se encontram muitas informações realmente conclusivas sobre o comportamento desse novo vírus. Essa nova variação teve surgimento e primeiro contato com a população na China, mas tem se espalhado de maneira rápida por todo o mundo.

Publicidade

Existem muitas dúvidas sobre o assunto, mas essa dúvida é compartilhada até mesmo por pesquisadores. Isso porque, estão lidando com algo novo e não se tem informações para se apoiar em estudos. Buscar por resultados e mais informações, porém, tem sido a prioridade no momento. Apesar da falta de informações, existem recomendações preventivas que foram divulgadas e são eficazes.

Então, o maior pedido no momento é que a população entenda a importância de adotar as medidas preventivas. Para que assim, se tenha um melhor controle da transmissão, buscando pela diminuição do número de casos. Mostraremos aqui quais medidas preventivas são necessárias pra proteger sua saúde e do próximo.

Quantas casos foram confirmados no Brasil?

As informações são atualizadas diariamente pelo Ministério da Saúde. De acordo com as informações divulgadas hoje, no Brasil são 1.546 casos confirmados de COVID-19 (doença causada pelo novo coronavírus). Foi divulgado também, que foram registrados 25 mortes.

Os atuais casos confirmados nos estados brasileiros são:

Publicidade

São Paulo (631), Rio de Janeiro (186), Distrito Federal (117), Ceará (112), Rio Grande do Sul (72), Santa Catarina (57), Paraná (50), Bahia (49), Minas Gerais (83), Pernambuco (37), Espírito Santo (26), Goiás (26), Mato Grosso do Sul (21), Amazonas (26), Sergipe (10), Acre (11), Alagoas (7), Rio Grande do Norte (9), Piauí (4), Pará (4), Tocantins (2), Mato Grosso (2). Amapá (1), Maranhão (2), Paraíba (1) e Rondônia (3).

Como é diagnosticado e qual o tratamento?

Assim como dito anteriormente, esse vírus é novo para toda população mundial, inclusive cientistas e pesquisadores. Portanto, é necessário estudar mais sobre ele que para medicamentos e vacinas específicas possam ser desenvolvidos.

Até o momento, não há uma medicação específica para a doenças causada pela variação do coronavírus. Porém, caso seja apresentado os sintomas da doença é necessário buscar por um hospital, para que as devidas ações sejam tomadas. Para o diagnóstico, é feito a coleta em vias respiratórias.

Como o novo coronavírus é transmitido?

Apesar de não se saber como o novo vírus chegou ao ser humano, sabe-se sobre a proliferação na população. Existem, porém, teorias sobre como o ser humano foi infectado. A princípio, desconfia-se que a contaminação aconteceu a partir de animais marinhos. Isso explica o fechamento de um mercado chinês de frutos do mar, localizado na cidade do início do surto. Porém, outras teorias apresentam indícios da origem a partir de cobras e morcegos.

Entre as pessoas, no entanto, a transmissão é feita através do contato social ou contato com superfícies já infectadas. Por isso a quarentena está sendo determinada em diversos países. O isolamento social, então, é uma maneira de evitar que a transmissão e contaminação aconteça.

Publicidade

Para ser contaminado, não é necessário o contato físico. Em situações, por exemplo, onde pessoas saudáveis estão no mesmo ambiente que pessoas contaminadas o risco existem. O vírus pode ser transportados por gotículas no ar, depois e espirros e tosse. Então, o momento é permanecer em casa! É recomendado que saiam apenas em situações emergenciais.

Quais os sintomas apresentados quando se está contaminado?

Os sintomas podem variar de acordo com cada pessoa. Mas, ao contrário do que muitas pessoas pensam, os sintomas não são apenas gripais. Além disso, apesar de alguns sintomas serem semelhantes aos da gripe comum, a COVID-19, não se trata de uma gripe comum. Os sintomas, então, podem variar entre casos leves e casos graves:

Tosse

Febre

Dificuldade para respirar

Pneumonia

Insuficiência renal

Falta de ar

  • 80% dos casos registrados como positivos apresentam os sintomas considerados leves, como: dificuldade para respirar, tosse, febre e  alguns casos apresentam também pneumonia em alguns graus diferentes.
  • 14% apresentam sintomas considerados graves como: os sintomas leves e/ ou falta de ar.
  • 6% apresentam sintomas considerados muito graves, como: insuficiência pulmonar, choque séptico e falência dos órgãos, como a insuficiência renal.

Quais as medidas preventivas que devem ser adotadas contra o novo coronavírus?

As medidas preventivas devem ser adotadas para proteção contra o contágio. Mas, além disso, é através dessas atitudes, que o surto de transmissão diminui, contendo a epidemia. Confira o que pode ser feito para proteger você e sua família.

  • Isolamento social: essa é a primeira e mais importante medida preventiva. Isso porque, a transmissão acontece através do contato social. Portanto, manter-se isolado em casa é a única maneira de conter as transmissões.
  • Lavar as mãos com água e sabão: a higienização das mãos é necessários para evitar contaminar alguém ou a si mesmo, ao encostar em alguma superfície que esteja com o vírus.
  • Evitar passar as mãos nos olhos, nariz e boca: essas vias são caminhos para que o vírus entre em nosso organismo.
  • Higienização das mãos com álcool em gel 70%: a utilização do álcool em gel é necessário para que a assepsia seja ainda mais completa.
  • Cubra boca e nariz com lenços ao espirrar e tossir: em último caso, então, utilize os braços para tampar a boca e nariz. Porém, é recomendado a utilização de lenços, e descarte-os assim que utilizar.

Momento de quarentena

Muitos governos tem determinado quarentena obrigatória. Porém, os países onde a quarentena obrigatória não foi determinada, as população permanece de maneira voluntária. Isso porque, o contato social é o principal responsável pela transmissão. Essa é a única medida preventiva que realmente irá ajudar a conter os crescentes casos de transmissão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Imagem de pessoas com coronavírus em hospital.

Coronavírus: todas as informações atualizadas aqui!

Imagem do governo anunciando o auxílio.

Auxílio emergencial de R$ 600,00 durante pandemia do novo coronavírus