in

Auxílio Emergencial – solicitação através do aplicativo ou site

A solicitação do auxílio emergencial já esta sendo realizada pelos trabalhadores. Foi disponibilizado pela Caixa Econômica Federal, o site e aplicativo oficiais para a solicitação e acompanhamento do auxílio.

Publicidade

O Governo Federal, aprovou o auxílio aos trabalhadores autônomos, informais e mães responsáveis pelo sustento da casa. Isso porque, a atual epidemia causada pelo novo coronavírus, SARS-CoV-2, tem gerado diversos impactos e dificuldades a população. Isso porque, para conter o surto da doença COVID-19,uma paralisação e isolamento social está sendo vivenciada pelo país.

Esteja atento às condições necessárias para solicitação do seu auxílio emergencial. Mesmo que todos estejam sofrendo as consequências desse crise, algumas condições foram estabelecidas para selecionar os beneficiados. Caso ainda não sabe as condições necessárias ou ta na dúvida se você tem direito a esse apoio financeiro, não se preocupe. Trouxemos, então, todas as informações sobre o auxílio emergencial e os meios oficiais de solicitação e acompanhamento.

Quem tem direito a receber o Auxílio Emergencial?

Apesar de todos estarem sofrendo com os impactos da crise causada pela atual epidemia, nem todos terão direito ao auxílio. Para saber, então, se você possui direito a ser beneficiado, confira os requisitos e veja se seu perfil se encaixa.

  • Maior de 18 anos: é preciso ser maior de idade para ter direito a receber o benefício.
  • Desempregado ou exercendo atividades como: MEI (microempreendedor individual), contribuinte de forma individual ou facultativo do Registro Geral de Providência Social.
  • Trabalhador informal que esteja cadastrado no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo.
  • Não ser trabalhador em emprego formal: o auxílio emergencial é destinado a ajudar trabalhadores informais e autônomos.
  • Rendimento tributário: o valor recebido no ano de 2018 não pode ser superior a R$28.559,70.
  • Não ser agente público, mesmo que o contrato seja encontrado em caráter provisório.
  • Renda familiar: a renda total familiar não pode ser superior ao valor de R$3.135,00 (equivalente a três salários mínimos).
  • Renda familiar por pessoa equivalente ao valor de R$522,50 (valor superior a meio salário mínimo).

Quem não terá direito?

Caso não se encaixe nos requisitos apresentados anteriormente, é possível que você não possa receber o auxílio emergencial. Assim, não poderão receber o apoio financeiro aqueles que:

Publicidade
  • Trabalhador que tenha atividades ativas e remuneradas de maneira formal;
  • Atualmente recebendo seguro desemprego;
  • Renda total familiar superior a três salários mínimos (R$3.135,00) ou valor por pessoa superior a R$522,00, valor que é superior a meio salário mínimo;
  • Estar recebendo benefícios de transferência federal, exceto Bolsa Família.
  • Teve rendimento tributário no ano de 2018 o qual teve valor superior a R$28.559,70.

Auxílio emergencial

O apoio financeiro tem como objetivo ajudar os trabalhadores autônomos e informais nesse momento de epidemia. Isso porque, para conter a transmissão do novo coronavírus, causador da doença COVID-19, a maioria das pessoas pararam de trabalhar, mantendo-se em isolamento social.

De início, a ideia do auxílio emergencial era que o valor do pagamento fosse de 200 reais. Porém, o valor aprovado para esse benefício foi de 600 reais. Além disso, mulheres responsáveis pelo mantimento da casa terão apoio de R$1.200,00. Esse apoio financeiro poderá ser solicitado por até duas pessoas da mesma família. Poderá também, mesmo que um receba o Bolsa Família. Basta, então, que as duas pessoas atendam aos requisitos básicos de solicitação e aprovação do auxílio.

Quem recebe o Bolsa Família poderá receber o auxílio?

Sim! Caso, o valor do auxílio seja superior ao valor do programa Bolsa Família, será substituído, para que tenha maior vantagem. Então, após o fim desse auxílio, o valor do Bolsa Família volta a ser pago normalmente.

Como e onde solicitar

Trabalhadores que se encaixam nas condições, mas que não foram cadastrados no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo) até o dia 20 de março, poderão solicitar através do site oficial e aplicativo. Então, caso queira solicitar através site, acesse a página oficial (auxilio.caixa.gov.br). A solicitação e acompanhamento pode ser feito também através do aplicativo CAIXA l Auxílio Emergencial.

Após realizar o preenchimento dos dados e finalização de sua solicitação, basta aguardar que a análise dos dados seja feita. Então, você poderá acompanhar a situação de sua solicitação através do aplicativo ou site, como preferir. Até o momento, o auxílio tem previsão de ser pago durante três meses. Porém, o período de pagamento poderá ser estendido de acordo com a atual situação da epidemia no país.

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Casos do novo coronavírus no Brasil.

Casos de coronavírus atualizados no Brasil e no mundo

Imagem pessoa no por do sol

Motivação – Dicas Para Se Manter Motivado