in

Segundo pagamento do auxílio emergencial é cancelado pelo Governo Federal

O pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial seria antecipado para essa quinta-feira (23), porém não será mais realizado. A data ainda não está estabelecida, já que para o andamento dos pagamentos, é preciso que todas as solicitações em avaliações sejam analisadas. Então, quando as solicitações pendentes tiverem passado pela análise, o pagamento do auxílio será retomado.

Publicidade

De acordo com o Ministério da Cidadania, foi determinado que esse processo será finalizado o quanto antes. Para justificar o atraso nas avaliações, foi dito que o sistema está sobrecarregado, já que muitas solicitações foram feitas por pessoas que não se enquadram nos critérios.

Aqueles que não receberam a primeira parte do auxílio, quando aprovados, irão receber o equivalente a primeira e segunda parcela do pagamento. Então, caso sua solicitação ainda esteja em análise, é importante aguardar e manter o acompanhamento através dos meios oficiais (auxilio.caixa.gov.br) e aplicativo CAIXA I Auxílio Emergencial.

Por fatores legais e orçamentais, pelo alto número de requerentes que ainda estão em análise, estamos impedidos legalmente de fazer antecipação da segunda parcela do auxílio-emergencial.

Solicitações ainda em análise para pagamento do auxílio emergencial

Por ainda não ter finalizado o processo de análise das solicitações, que o pagamento da segunda parcela não será adiantado. Então, é preciso que todas os dados das solicitações pendentes sejam analisados para aprovação ou não do auxílio. Caso sua solicitação ainda esteja em análise não se preocupe, pois se aprovado, o pagamento da primeira parcela será depositado juntamente com a segunda.

Publicidade

Existem um sequência para que essa avaliação seja realizada, isso é um dos motivos pelo atraso. Mas, o que principalmente tem causado essa pendência, é o fato de pessoas que não se enquadram nos critérios, mas realizam a solicitação mesmo assim. Isso é a principal causa do sistema sobrecarregado e atraso nas avaliações.

Pagamento de auxílio emergencial já atinge o valor de 31 milhões de reais

A caixa declarou que o pagamento referente ao auxílio emergencial já totalizou 31,3 milhões de reais. Isso porque, apenas a primeira parcela foi paga e nem todas as solicitações foram analisadas. Isso significa, que ainda muitos receberão o pagamento referente à primeira parcela.

Muitas pessoas reclamam pela situação em análise que permanece até o momento. O acompanhamento é feito através do site ou aplicativo oficiais, onde se acompanha a solicitação. Caso sua solicitação ainda esteja em análise, é aconselhado que continue acompanhando e aguardando pela avaliação de seus dados.

Quais os critérios necessários para ter direito a esse auxílio?

Antes de qualquer critério, é importar enfatizar que apenas maiores de 18 anos terão direito ao auxílio emergencial. Então, é preciso corresponder aos seguintes requisitos:

  • Estar atualmente desempregado.
  • Exer atividade como Microempreendedor Individual (MEI).
  • Ser contribuinte individual da previdência.
  • Trabalhador informal, sendo de qualquer natureza (sem carteira assinada).
  • Tenha renda familiar total equivalente a até três salários mínimos (3.135,00 reais) ou renda individual equivalente a pouco mais de meio salário mínimo (522,59 reais).
  • No ano de 2018, declaração de IR (Imposto de Renda) com valor superior a R$28.559,70.
  • Que não esteja recebendo outros benefícios de transferência federal, exceto o Bolsa Família. Caso já seja beneficiado pelo programa Bolsa Família, esse auxílio não será somado com o pagamento do programa, mas será substituído. Isso porque, o auxílio tem valor superior a esse programa, podendo favorecer nesse momento de crise. Assim, quando não houver mais o pagamento desse auxílio, o programa voltará a ser pago normalmente no valor que já era beneficiado.

Como se prevenir e evitar a transmissão do novo coronavírus

Os sintomas variam de acordo com cada pessoa e seu atual estado de saúde. Mesmo que alguns sintomas possam se assemelhar a uma gripe comum, não se trata de uma gripe. Portanto, é necessário manter-se atento aos sintomas.

Publicidade
  • Tosse (seca ou com secreção)
  • Coriza
  • Febre (acima de 37 graus Celsius)
  • Dificuldade respiratória, insuficiência respiratória ou falta de ar
  • Insuficiência renal

Caso apresente sintomas graves, como a falta de ar, é necessários buscar por avaliação médica para que os testes sejam realizados. Então, a procedência adequada será tomada para possível tratamento.

  • Utilizar lenços descartáveis para uso de higiene pessoal (para tossir, espirrar ou limpar secreções).
  • Evitar tocar o rosto com as mãos;
  • Não compartilhar nem emprestar para uso objetos pessoais como copos, garrafinhas, talheres e toalhas de outras pessoas.
  • Manter os ambientes casa ou trabalho sempre arejados com ventilação, se possível natural.
  • Evitar contato físico ou próximo com outras pessoas. Afinal, a transmissão acontece com contato direto com pessoas ou superfícies contaminas.
  • Cobrir a boca e nariz no momento em que espirrar ou tossir, para que o vírus não seja transmitido através do ar.
  • Lavar as mãos com água e sabão e higienizar com álcool em gel 70% de maneira frequente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Imagem dinheiro representando o auxílio emergencial.

Primeiro pagamento do Auxílio Emergencial é depositado

Imagem aplicativo CAIXA I Auxílio Emergencial.

Auxílio emergencial reprovado ou em análise