in

Coronavírus: todas as informações atualizadas aqui!

O novo coronavírus é manchete em todo o mundo. Não é sem motivos, que o alarde e recomendações tem sido tão enfatizados. Isso porque, o poder de contágio e transmissão do vírus que surgiu na China, é exponencial. São poucas as informações sobre o comportamento do causador da doença COVID-19, mas já existem medidas preventivas eficientes.

Publicidade

Sabe-se que o vírus surgiu na China, na cidade de Wuhan, com 11 milhões de habitante. A princípio desconfia-se que o novo vírus chegou ao ser humano através de animais marinhos. Por essa suspeita, um grande mercado de frutos do mar foi fechado para devidas higienizações. Isso porque, os primeiros casos diagnosticados tiveram associação recente com produtos do fruto do mar.

Porém, existem também outras teorias sobre como isso aconteceu. Há discussões sobre a possibilidade do vírus ter chego ao ser humano através de cobras e morcegos. Isso porque, essa é uma nova versão da família coronavírus, que já teve versões anteriores transmitidas por animais silvestres. Algumas pessoas possuem menos capacidade de recuperação da doença. Porém, todos, sem exceção, estão vulneráveis a serem contaminados.

O que é COVID-19 causada pelo novo coronavírus?

O novo vírus que teve surgimento na China, se trata de um vírus totalmente novo. Isso faz com que a falta de informação sobre o comportamento de tal, dificuldade conter a transmissão e contágio. De início, as pessoas que foram infectadas pelo novo coronavírus foram diagnosticadas com pneumonia grave. Porém, foi relatado um tipo grave e novo de pneumonia, por não se conhecer tal evolução do caso. Apenas após mais exames que os chineses foram alertados sobre um novo vírus em circulação.

A COVID-19 é a doença causada por esse novo vírus. As pessoas infectadas, porém, podem apresentar diferentes sintomas quando estão com a doença. Isso porque, os sintomas iniciais podem ser gripais, podendo evoluir para sintomas mais graves que mostrem comprometimento dos pulmões. A capacidade de algumas pessoas como idosos e pessoas com problemas respiratórios, recuperar após o contágio é muito baixa. Isso explica o motivo das recomendações de isolamento social.

Publicidade

Quais os sintomas que uma pessoa infectada pelo novo vírus apresenta?

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os sintomas apresentados pelo infectado não são apenas gripais. Outra coisa é sobre a gravidade da epidemia. Muitas pessoas ainda pensam se tratar de uma gripe comum, principalmente para pessoas saudáveis. Porém, esse novo vírus tem um comportamento muito diferente de um resfriado comum. Mas, com o desenvolvimento do caso, o paciente pode apresentar sintomas graves de pneumonia e dificuldades para respirar.

  • Febre
  • Coriza
  • Tosse
  • Falta de ar / dificuldades para respirar
  • Pneumonia
  • Insuficiência Renal

Ao apresentar os sintomas inicias de gripe, é aconselhado não procurar por ajuda em hospitais. A recomendação, então, é permanecer em casa em repouso, ingerindo bastante água. Isso porque, o hospital é lugar muito vulnerável a se adquirir o vírus, caso não esteja realmente infectado. Além disso, você evita a disseminação do vírus.

Porém, caso se apresente sintomas mais específicos e graves, é importante buscar por ajuda médica, para realizar os testes. Então, a partir de exames, é confirmado ou descartado o caso. Os exames, então, são feitos a partir de análises de amostras retiradas do sistema respiratório. A tomografia é utilizada, também, para analisar a situação e gravidade do caso. Para que assim os pacientes diagnosticados sejam tratados da melhor maneira no momento.

Como acontece a transmissão e como evitar ser contaminado pelo novo coronavírus?

Não se sabe ainda como o vírus chegou até o ser humano. Apesar de algumas teorias, ainda não se sabe com certeza. Porém, a transmissão entre a população, então, já foi identificada. Então, medidas preventivas já são impostas para conter o surto.

O principal meio, portanto, da transmissão do novo coronavírus é o contato social. Isso explica porque os governos term determinado quarentena para evitar aglomerações e contato social.

Publicidade
  • Permanecer em casa e sair apenas em situações emergenciais: essa é a primeira e mais importante medida preventiva. Evitar o contato social é a única maneira que irá conter o surto de transmissão e contágio do novo coronavírus.
  • Lave as mãos com água e sabão: a higienização da mãos deve ser feita de maneira frequente.
  • Não compartilhe nem use objetos pessoais de outras pessoas: não compartilhe talheres, copos, pratos, toalhas, garrafinhas, entre outros.
  • Higienização das mãos com álcool em gel 70%.

No momento, a única medida preventiva que realmente irá diminuir o surto de transmissão é o isolamento social. Portanto, é extremamente necessário que todos permaneçam em casa até que a epidemia seja contida.

Atual situação de casos no Brasil

A transmissão do novo vírus é muito fácil e o contágio acontece de maneira exponencial. Por isso que em poucos meses, países de todo o mundo apresentam casos de contaminados e até mesmo morte. Porém, o Brasil possui tempo para que não haja uma devastação. Mas, já existem mais de 900 casos confirmados e 12 mortos. É a hora de permanecer em casa sobre todas as circunstâncias.

  • Confirmados com o novo coronavírus no Brasil: 920
  • Mortes: 12

Todos os dados são atualizados diariamente através do Ministério da Saúde. Portanto, esse valores poderão mudar a qualquer momento! O poder de contaminação é muito grande, por isso estar em contato social aumenta ainda mais o surto de transmissão.

Momento de Quarentena

Governos de países ao redor do mundo estão determinado estado de emergência e quarentena obrigatória. Essa é uma medida, então, para que a situação seja contida, evitando que muito mais pessoas sejam infectadas ou mortas pelo novo coronavírus.

O Brasil tem possibilidade de controle da disseminação e transmissão da doenças COVID-19. É orientado pelo governo e profissionais da saúde, que se evite sair de casa. Esse é, portanto, o momento de permanecer em casa, e sair apenas em situações emergenciais.

Pessoas idosas, com problemas respiratórios devem permanecer em casa sob todas as circunstâncias. Isso porque, são considerados casos de risco após ser contagiado. A capacidade de reversão e recuperação após ser infectado pelo novo coronavírus é muito pouca. Não há, até o momento, medicação ou vacinas contra esse novo vírus. Portanto, adotar as medidas preventivas é a maneira mais eficiente e segura no momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Imagem de pessoa com máscara para se prevenir do coronavírus.

Coronavírus: o que se sabe até o momento

Imagem de exame do novo coronavírus no Brasil.

Novo Coronavírus: Casos Atualizados do Brasil