in

Obesidade – Causas e Tratamentos

Há pouco tempo, ainda se discutia sobre as causas da obesidade. Assim, sempre se presumia que a obesidade era resultado exclusivo de uma vida sedentária junto de uma má alimentação.

Publicidade

Mas, hoje, com mais estudos sobre isso, sabemos que fatores genéticos podem contribuir para o desencadeamento da obesidade, em suas várias classes.

A obesidade é caracterizada pelo excesso de gordura (tecido adiposo) no organismo. São alguns tipos de obesidade que são nomeadas de acordo com o índice de massa corporal (IMC), que se resulta do peso sobre (dividido) pelo quadrado da altura.

Os valores normais de IMC são de 18,4 a 24,9. Quando os valores são de 25 a 29,9, são caracterizados indivíduos com sobrepeso. Sendo assim considerado obesidade quando os valores de IMC são superiores a 30.

Dentre os graus de obesidade, são de classes I (30 a 34,9), II (35 a 39,9) e III (acima de 40), a classe III também conhecida como obesidade mórbida.

Publicidade

Obesidade – Causas

Os casos de obesidade podem ter sido desenvolvidos a partir de uma rotina sem exercícios físicos aliado a uma alimentação com uma elevada quantidade de calorias. Além disso, existem fatores genéticos, que podem contribuir no desenvolvimento da obesidade.

Assim, alguns problemas de saúde como Hipotireoidismo e Síndrome de Cushing são exemplos importantes que mais se associam com o ganho de peso e possível geração de obesidade.

Portanto, todo indivíduo que estiver avaliado com sobrepeso ou obesidade, deve ser acompanhado por um profissional de medicina. Assim, ter conhecimento de sua saúde geral.

Tratamentos

Infelizmente, tratar a obesidade ainda é um processo difícil. Dessa forma, mesmo com tanta tecnologia a favor da saúde, não existe um tratamento que resolva esse problema, é preciso dedicação de quem está disposto a perder peso.

Assim, os indivíduos que estão mais motivados a perder peso, são os com maiores chances de sucesso nessa batalha.

Publicidade

Ainda assim, existem programas motivacionais para auxiliar na perda de peso. Esses programas incluem escolhas diferentes na rotina de cada participante.

Afinal, são baseados em dietas com poucas calorias, modificando os hábitos alimentares associados a prática de exercícios, na maioria sendo aeróbicos.

Cada caso é um caso, portanto, é preciso um acompanhamento especializado. Assim, a dieta vai ser planejada de acordo com o que o indivíduo precisa, e de acordo com as atividades físicas designadas no tratamento de cada pessoa obesa.

Para perder peso e tornar essa perda permanente, é preciso que o cuidado com a alimentação persevere até depois do resultado alcançado.

-Exercícios Físicos

A prática de exercícios físicos é essencial para melhor qualidade de vida. Assim, quando o assunto é perder peso, praticar atividades é primordial.

Os exercícios aeróbicos oferecem diversas vantagens, que pode ser cardiológica aliada a perda de peso, que é restritamente individual. Não tem como padronizar a perca de peso, depende das condições do organismo de cada um. Assim, esse tipo de exercício consiste em acelerar o gasto calórico, melhora o perfil glicêmico, lipídico e cardiovascular.

-Suporte Psíquico

Como qualquer tratamento que procure mudar radicalmente hábitos de pessoas, é preciso que tenha um acompanhamento psicológico com um profissional especializado.

Assim, a aceitação do processo e o sucesso do mesmo é muito mais provável. Com efeito, participar de uma aceitação interior garante maior chances de evitar um possível isolamento social.

-Medicação

Insistimos em dizer, que qualquer etapa de um tratamento deve ser acompanhada por profissionais especializados. É preciso saber qual profissional buscar, para que a prescrição, caso necessária seja feita de maneira adequada.

Apenas médicos podem prescrever medicamentos que promovem emagrecimento, bem como as substâncias podem reagir com a de outros medicamentos, podendo alterar o tratamento de alguma outra doença.

Além disso, podem ocasionar efeitos colaterais, e devem ser levados em consideração no momento da prescrição.

-Dietas Restritivas

Pacientes obesos, que buscam por melhor qualidade de vida, precisam de uma mudança mais agressiva em hábitos alimentares. Assim, geralmente são indicadas dietas de até 800 kcal/dia.

Essas dietas trazem uma perca de peso alta, e quando planejadas de maneira correta, por um profissional especializado, não são prejudiciais a saúde.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Imagem homem com dor no peito

Infarto – “Ataque do Coração”. O que é, Fatores de Risco e Mais…

Imagem pessoa tocando sua garganta

Tireoide – Distúrbios